domingo, 11 de março de 2012

Nem 8, nem 80

Fala galera Alvinegra!
No empate de ontem com o Bangu em moça bonita, vimos um time do Botafogo sem inspiração e com muita deficiência técnica e tática. Após o final da partida, até os torcedores mais entusiastas e otimistas reclamaram do time, agora passado um dia do jogo da para refletir melhor sobre a partida.
Ontem todos reclamaram, mas a equipe que entrou em campo estava muito desfalcada no setor de meio campo, nada menos que 5 jogadores ficaram de fora do confronto de ontem, até o reserva Fellype Gabriel não pôde jogar, nessas condições não há esquema tático nem técnico que dê jeito no time. Não estou aqui querendo defender esse elenco que na minha opinião é fraco, mas quando se tem tantos desfalques em série não há elenco recheado que resista. Ter que recorrer ao reserva do reserva e ainda ter que fazer improvisações no time titular quebra qualquer esquema e é mais que natural que o time tenha uma queda brusca no rendimento mesmo jogando contra o fraco Bangu, por isso esse empate não foi o fim do mundo como bradaram muitos torcedores.
Outro assunto que eu gostaria de tocar é sobre essa tal invencibilidade de 11 jogos do Botafogo no ano de 2012. Essa pode ser considerada uma invencibilidade meia-boca, pois o Botafogo empatou 3 vezes contra times pequenos e 2 vezes contra times grandes, e todas as vitórias conquistadas foram contra times pequenos, o que demonstra que apesar de ainda não ter saido derrotado de campo, o time não fez nada além de sua obrigação. Ainda falta ganhar jogos importantes e contra times grandes para esse time provar que essa invencibilidade é realmente uma invencibilidade e não meramente uma obrigação.
Saudações Alvinegras e até a próxima galera!

sexta-feira, 9 de março de 2012

Time base será mantido por Oswaldo de Oliveira

No treinamento hoje pela manhã, Oswaldo de Oliveira deixou praticamente acertada a escalação do Botafogo para o jogo de amanhã contra o Bangu em Moça Bonita as 16 horas e a unica mudança em relação ao último jogo deve ser a entrada de Caio no lugar de Fellype Gabriel, que poupado fica de fora do confronto. Sem poder contar também com Andrezinho, Elkeson e Maicosuel, todos se recuperando de lesões é grande a chance de que Jobson faça sua re-estréia amanhã. Questionado sobre o assunto Oswaldo preferiu manter a cautela:
-Temos de ver o que é certo e o que é provável. Certo não é, mas existe uma chance grande de ele entrar - disse.
Sendo assim, o Botafogo entrará em campo com: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Felipe Menezes e Caio; Herrera e Loco Abreu.

terça-feira, 6 de março de 2012

Jobson está de volta

A espera terminou. Depois de 6 meses cumprindo suspensão por ter sido pego duas vezes no exame anti-doping em 2009, o atacante Jobson a partir de hoje enfim está livre para jogar, e uma frase dita por ele hoje ao entrar no gramado do campo anexo ao Engenhão resume a importância do dia de hoje na vida de Jobson:
- Viva a liberdade!
Jobson disse que agora tudo será diferente pois o tratamento a ele dessa vez está sendo diferente e agradeceu o apoio do torcedor alvinegro:
-O meu tratamento aqui está sendo totalmente diferente das outras vezes. Estão me tratando como homem. Fico feliz de ver que o torcedor está me apoiando no estádio também. É mais um motivo para eu ter ainda mais respeito pelo Botafogo", disse ao site oficial do clube.
Jobson também contou como foram os dias em que ele não podia atuar: 
-No começo, fiquei um bom tempo na minha cidade. Estava até um pouco depressivo, mas com a minha família. Eles me deram suporte. Escutava as piadas, mas sabia do meu potencial e que poderia ter uma nova chance aqui no Botafogo. Por isso, me preparei muito bem para essa nova oportunidade, e esta chance não vou querer desperdiçar. Estou muito preparado e não vejo a hora de estrear.
O desempenho de Jobson no treino de hoje foi acompanhado atentamente pelo presidente do clube Maurício Assumpção, que explicou as razões para não haver entrevista coletiva com o atacante:
- Quero que vocês jornalistas entendam o lado do Botafogo. É o nosso trabalho fazer com que a semana seja tranquila, sem exageros, sem badalação. O clube só está se cercando para que ele tenha uma boa condição para voltar. A expectativa de fazer matérias especiais existe, o torcedor quer também, mas o importante não é oba-oba fora de campo.
Com pouca festa, muita alegria e esperança. Assim foi o dia no Botafogo que espera que Jobson devolva em campo, toda a ajuda que o clube deu fora dele.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Trio segue em tratamento

O trio de apoiadores titulares do Botafogo continua em tratamento de suas lesões musculares, buscando a recuperação para voltar ao time o quanto antes. Andrezinho, Elkeson e Maicosuel deram continuidade hoje em General Severiano ao tratamento.
A situação de Maicosuel é a mais preocupante, com estiramento na coxa direita o jogador já está vetado para o jogo de sábado contra o Bangu em Moça Bonita, enquanto Elkeson e Andrezinho ainda tentam a recuperação a tempo de jogar no sábado. O reserva Cidinho também esteve em General Severiano para tratar uma lesão na coxa esquerda, o jogador deve voltar em 10 dias.
Com uma série de desfalques para o meio-campo, Oswaldo de Oliveira vai ter que mais uma vez recorrer aos jogadores oriundos da base e também a Jobson que talvez, devido a falta de opções do elenco, seja titular já na sua reestréia com a camisa alvinegra no sábado.

domingo, 4 de março de 2012

Bola no chão!

Fala galera Alvinegra!
Eu, apesar de escrever muito sobre o Botafogo não costumo falar sobre os jogos em si, mas hoje quero falar um pouco sobre a vitória do Botafogo por 3x1 sobre o Volta Redonda.
Não esquecendo a fragilidade do time do Volta Redonda, o Botafogo começou o primeiro tempo muito bem, jogando pra cima, colocando a bola no chão e logo abriu o placar com Herrera aos 16 minutos. Depois disso o Botafogo continuou jogando melhor, jogando com a bola no chão e criou mais três oportunidades imperdíveis de gols, duas com Herrera que incrivelmente perdeu os dois e uma com Loco Abreu, que cara a cara com o goleiro se atrapalhou com a bola. como castigo, o Botafogo sofreu o gol de empate de um Volta Redonda que não ameaçava, em um lance em que M. Azevedo e Jefferson se atrapalharam, gol contra de M. Azevedo e 1x1 no placar do primeiro tempo.
No segundo tempo o time até começou tocando bem a bola, mas a pressão da torcida que começava a vaiar o time e o placar adverso (empate contra times pequenos, pode ser considerado placar adverso) fez com que o time voltasse a utilizar a tática velha, repetitiva e ineficiente dos "chuveirinhos" (foram quase 30 no total). No segundo tempo essa foi a principal jogada do Botafogo, que ainda sofreu com os contra-ataques do adversário, que passou a oferecer perigo ao gol Alvinegro, no fim ganhou de 3x1 com mais dois gols de cabeça de Herrera e A. Carlos.
Nesse jogo alguns jogadores se destacaram positivamente e alguns negativamente. Loco Abreu com mais uma atuação apática, já passou da hora de esquentar o banco de reservas, Jobson vem aí. Herrera perdeu dois gols feitos, mas fez dois e diferente de Loco, tem mostrado cada vez mais méritos para ser titular. Renato teve mais uma boa atuação, apesar de ter cometido erros que ele não costuma cometer. Lucas (que Deus me perdoe o que eu vou dizer agora) já começa a me fazer sentir saudades do Alessandro, com suas atuações bem abaixo da média. M. Azevedo mais uma vez foi bem na partida, apesar de oscilar muito durante os jogos e Willian que mais uma vez mostrou que não tem futebol para jogar no Botafogo, uma das coisas que eu não consigo entender é o porque de a diretoria ter emprestado o Alex para o Joinville e ter ficado com o Willian que não me transmite nenhuma confiança.
O time jogou bem até sentir a pressão da torcida e do placar adverso e abusar das bolas alçadas a área. Se quiser ser campeão o time precisa aprender a não se desesperar e jogar sempre com a bola no chão, esse é o caminho das vitórias.
Saudações Alvinegras e até a próxima!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Mais do mesmo

Fala galera Alvinegra.
Passada as festas de fim de ano, o Botafogo na última quarta-feira iniciou mais uma pré-temporada visando apagar a má impressão deixada no fim do ano passado.
Diferentemente de outros anos, não houveram muitas especulações envolvendo o Botafogo. Nenhum reforço de "fechar o aeroporto" foi prometido pela diretoria, muito pelo contrário, o que mais se especulou foram nomes de jogadores medianos como: Andrezinho e Tanaka, e alguns até esdrúxulos como: Muriqui e Juan.
Iniciada a pré-temporada, até agora foram contratados apenas dois jogadores: o desconhecido zagueiro Brinner  e o eterno reserva do Internacional Andrezinho, enquanto isso sairam nomes como Alessandro, Cortez e Gustavo. Muitos amigos meus tem me perguntado o que eu espero do Botafogo em 2012. O Botafogo na minha opinião é uma incógnita, relendo algumas colunas e algumas anotações do ano passado e como a base do time será a mesma, eu pensei em duas possibilidades. A primeira: o verdadeiro Botafogo ser aquele que teve otimas atuações em boa parte do Brasileirão. A segunda: o verdadeiro Botafogo ser aquele que fez vergonha na parte final do campeonato. Boa parte da queda de produção do time na parte final do campeonato deveu-se as invenções de Caio Junior, isso nos dá a esperança, de que com o novo técnico Oswaldo de Oliveira o time volte a praticar o futebol que encantou os torcedores em boa parte do campeonato do ano passado.
Como estamos em um novo ano e com um novo técnico, eu prefiro acreditar que esses mesmos jogadores que nos decepcionaram no ano passado, irão mostrar que a queda de rendimento foi causada pelo ex-técnico Caio Junior e que eles podem ser vitoriosos nesse ano.
Saudações Alvinegras e até a próxima.

domingo, 21 de agosto de 2011

Lucas títular já

 O Botafogo ontem ganhou do Atlético-MG por 3x1, o time do Botafogo ontem teve varios destaques,mas eu quero destacar mesmo é a ausência de um jogador: Alessandro.
 Porque, o nosso técnico Caio Junior ainda insiste em revesar Alessandro e Lucas na lateral direita?Se nós prestarmos atenção nos jogos veremos que há uma diferença enorme entre os dois.Nos últimos 5 jogos pelo Brasileirão, o Botafogo venceu 3 e perdeu 2,por acaso nos jogos em que o Botafogo saiu vencedor, Lucas foi títular, e por acaso, nos jogos em que o Botafogo saiu perdedor, Alessandro foi títular, só isso já seria o suficiente para o nosso técnico Caio Junior, nao revesar mais os dois, mas tem mais ainda.No jogo contra o Inter o gol dos gauchos saiu pelo lado que Alessandro defende, e nos jogos em que Lucas foi titular, não levamos nenhum gol pelo lado direito,o que só comprova que esse papo de que Alessandro protege melhor a defesa é uma grande idiotíce do Caio Junior.
 Se não é perfeito na marcaçao, Lucas também nao é péssimo,e ainda vai muito bem no ataque,coisa que Alessandro não consegue mais.Portanto nosso técnico Caio Junior tem que abrir os olhos para esses numeros,e dar chance de Lucas ser títular absoluto da equipe, pois nao se vence um campeonato só ganhando os jogos em casa, é preciso vencer fora também.